Tarifas bancárias

Responsável: Banco Central (Bacen).

As tarifas bancárias são valores cobrados pelas instituições financeiras (bancos, cooperativas de créditos, etc.) para prover serviços aos seus respectivos clientes, tais como: a) emissão de talão de cheques; b) saldos; c) extratos; d) transferências; e) segunda via de cartão; f) tarifas de manutenção de conta; g) entre outros.

Vale registrar que essas cobranças só podem ser feitas com sua aprovação, seja assinando um contrato físico ou digital, apertando um botão de "concordo" no site da instituição financeira ou no aplicativo ou, simplesmente, adquirindo um serviço depois de ser avisado sobre o valor cobrado.

Desde o ano de 2008, as instituições financeiras estão obrigadas a informar os valores das tarifas que cobram dos seus clientes, regra regulamentada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e Banco Central do Brasil (Bacen). Ou seja, nada de informações disfarçadas em letras que não dão para ler. Todas as tarifas precisam ficar bem visíveis para o público, seja nas agências ou no site da instituição.

Se você é cliente de uma instituição financeira e quer saber o quanto ela está cobrando por cada uma dos serviços postos à sua disposição, então pesquise seu banco (ou cooperativa, ou financeira, etc.) no formulário abaixo que forneceremos a lista de serviços com os respectivos valores atualizados diariamente:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Diferença entre taxa e tarifa:

Atenção, as tarifas bancárias são diferentes de taxas. A primeira, tarifa bancária, são opcionais e cobradas por causa dos custos dos serviços prestados ao cliente. Os exemplos práticos são: transferências via TED e DOC, emissão de folhas de cheque e saques.

As taxas, por sua vez, são obrigatórias e determinadas pelo Banco Central do Brasil (Bacen). Elas são como os juros, cobrados automaticamente quando o cliente não paga uma conta na data, sendo as mais comuns as que incidem sobre empréstimos.

Principais tarifas cobradas:

Como as tarifas são opcionais, é importante entender exatamente o que pode ser esperado das instituições financeiras. Isso aumenta o controle financeiro e não dá mais aquele susto no fim do mês quando olhar o extrato.

O pacote de serviços oferecido pelos bancos tradicionais costuma ser limitado, por isso várias tarifas podem aparecer sem que você entenda de cara porque elas estão sendo realmente cobradas. As principais cobranças recorrentes ou extras são:

  1. segunda via de cartão: emissão de segunda via para casos de perda, furto ou roubo;
  2. manutenção de conta corrente: custo fixo da mensalidade da conta para garantir as vantagens do pacote escolhido;
  3. extrato impresso: impressões acima da quantidade disponível no pacote;
  4. folhas de cheque: por cada folha a mais do que o que está incluso no pacote de serviços contratado;
  5. saques: quando extrapola a quantidade do pacote;
  6. transferências para contas do mesmo banco (exceto DOC e TED): para cada transferência a mais do que o que está no pacote de serviços. O valor varia de acordo com a plataforma onde a transferência é feita (caixa eletrônico, virtualmente, guichês de caixa das agências ou telefone);
  7. transferências para contas de outros bancos (DOC ou TED): para cada transferência a mais do que o contratado. O valor também varia de acordo com o meio onde é feito.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Como se livrar das tarifas bancárias?

O primeiro passo para se livrar das tarifas é analisar como você usa a sua conta. Para isso, é importante entender quais são as suas necessidades e o que está incluso no seu pacote atual. Por exemplo, você gosta de usar o cartão de crédito no dia a dia, mas a anuidade tem pesado no seu bolso. Ou então precisa fazer várias transferências no mês, mas precisa pagar por cada uma delas.

Depois que você lista tudo o que usa e precisa, fica mais fácil escolher uma conta que te ajude. E se o objetivo é economizar ainda mais, uma alternativa são as contas digitais com várias vantagens gratuitas. Normalmente, essas contas oferecem várias facilidades e serviços adicionais sem custo, como transferências grátis via Pix ou TED, cartão sem anuidade e programa de recompensas e descontos.

Outra alternativa são as contas universitárias, feitas para jovens estudantes que querem ter uma contas bancária sem tarifas e/ou taxas, ou, no mínimo, uma boa redução nelas.

O que é uma conta digital?

A conta digital é uma modalidade de conta que possui serviços ilimitados e gratuitos quando executados exclusivamente através de meios eletrônicos. Assim, se você utiliza o internet banking com regularidade, essa conta pode ser uma opção bastante vantajosa.

São consideradas, para efeito da gratuidade do serviço, qualquer operação realizada pelo internet banking através de tablets, smartphones, notebooks, computadores e caixas eletrônicos, tais como:

  1. abertura da conta;
  2. TED e DOC;
  3. consulta de saldo e extrato bancário via internet;
  4. saques e depósitos via caixa eletrônico;
  5. pagamento de contas e débito automático;
  6. cartão de débito via correio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O que fazer se o banco cobrar indevidamente uma tarifa?

A melhor maneira de identificar cobranças indevidas pelo banco é analisar o extrato bancário todos os mês, assim, você pode identificar uma cobrança indevida rapidamente. Ocorrendo o fato, você precisa entrar em contato com a central de atendimento ou gerente da conta imediatamente.

Vale mencionar que o banco é obrigado a explicar a cobrança detalhadamente, podendo o cliente argumentar ao seu favor. Se o cliente estiver certo, o banco deverá estornar a cobrança.

Os bancos podem aumentar o valor das tarifas?

Sim, podem. Porém, para os clientes pessoas físicas o banco precisa avisar sobre o aumento com antecedência de:

  1. 45 dias para tarifas relacionadas ao cartão de crédito;
  2. 30 dias para os demais serviços, inclusive para os pacotes padronizados.

Saiba mais:

Acesse nossa tag "Tarifa bancária" e saiba mais sobre o assunto:

Tarifa bancária

Códigos dos bancos e ISPB:

Disponibilizamos em nosso sistema uma lista completa com os códigos de bancos (ou número do banco) e dos Identificadores do Sistema de Pagamento Brasileiro (ISPB) utilizados para enviar ou receber transferências entre diferentes instituições financeiras. Podemos citar como exemplo, a transferência de dinheiro do Banco Bradesco para o Santander; do Banco do Brasil para o Itaú, etc. Portanto, o número do banco sempre será necessário quando você tentar fazer uma transferência via Documento de Ordem de Crédito (DOC) ou Transferência Eletrônica Disponível (TED).

Acesse o link abaixo para conferir. Você pode estudar o tema e pesquisar os códigos do seu banco:

Códigos dos bancos e ISPB

ACOMPANHE AS ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

Marcas e patentes

Em todas as empresas, independentemente do seu porte, é altamente aconselhável o registro das marcas e patentes nos órgãos competentes, evitando, assim, que terceiros apropriem-se delas. Devido à importância do assunto, estudaremos neste Roteiro os procedimentos contábeis aplicáveis na classificação e contabilização das marcas e patentes das empresas e instituições em geral. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Manual de lançamentos contábeis


Operação Back to Back Credits

A operação de Back to Back Credits é utilizada visando, principalmente, a redução dos custos relacionados à importação e exportação de mercadorias. Essa operação também permite um ótimo ganho logístico, pois como a mercadoria não "entra e sai" do território brasileiro desnecessariamente, assim o tempo de sua entrega ao destinatário final fica muito reduzido. Estudaremos no presente Roteiro de Procedimentos as regras relacionados à contabilizaçã (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Manual de lançamentos contábeis


Empresa não é obrigada a oferecer treinamento em contrato de aprendizagem

A 11ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (SP) manteve decisão de 1º grau que afastou a formação de vínculo empregatício em contrato de aprendizagem. A jovem aprendiz, que atuava como operadora de caixa em uma loja, alegou que a empregadora descumpriu as condições necessárias à manutenção desse tipo de contrato, pois não ofereceu treinamento. Disse ainda que não havia correlação das atividades desenvolvidas com o curso de comércio (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Trabalhadora contratada temporariamente não obtém estabilidade à gestante no encerramento do contrato

A modalidade de contratação temporária não garante o direito à estabilidade provisória à empregada gestante, prevista no artigo 10, inciso II, alínea “b”, do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias. Essa foi a decisão do juiz Carlos Adriano Dani Lebourg, titular da Vara do Trabalho de Guaxupé, ao julgar improcedentes os pedidos formulados por uma fisioterapeuta que estava grávida quando houve a ruptura contratual com o município de Guaxup (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Entidades divulgam manifesto contra cobrança pelo uso da plataforma Integra Contador

A Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícia, Informações e Pesquisas (FENACON), o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e o Instituto de Auditoria Independente do Brasil (Ibracon) divulgaram, na noite desta quarta-feira (28/09), manifesto contra a nova plataforma de prestação de serviços contábeis e fiscais, Integra Contador, em razão da cobrança pelo uso da plataforma. A Integra Contador permit (...)

Notícia postada em: .

Área: Contabilidade (Contabilidade geral)


STF restabelece decisão que reconheceu incidência do IOF sobre títulos e valores mobiliários

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), na sessão desta quarta-feira (28), desconstituiu decisão monocrática que declarava inconstitucional a incidência de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre ouro. O colegiado, por unanimidade, julgou procedente a Ação Rescisória (AR) 1718, ajuizada pela União. A decisão desconstituída havia sido proferida pelo ministro Maurício Corrêa (falecido), ao dar provimento ao Recurso Extraordinário (RE) (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito tributário)


BC estabelece limite de cobrança de taxas nas máquinas de cartão

O Banco Central estabeleceu limites para a cobrança da tarifa de intercâmbio (TIC) e para o prazo de liquidação de operações de cartões pré-pagos e de cartões de débito. A TIC é a remuneração paga ao emissor do cartão, a cada transação, pelo credenciador do estabelecimento comercial, que é quem aluga as maquininhas de cartão para os comerciantes. A nova regulação estabelece o limite máximo de 0,5% a ser aplicado em qualquer transação de car (...)

Notícia postada em: .

Área: Economia e mercado (Economia e mercado)


TRT-RS concede horas extras a corretor de imóveis que cumpria jornada controlada

A 7ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) julgou procedente o pedido de pagamento de horas extras feito por um corretor de imóveis de Porto Alegre/RS. O colegiado considerou que a atividade desempenhada era predominantemente interna e que havia efetiva supervisão sobre a sua jornada de trabalho, de modo a ensejar o pagamento de horas extras. A decisão unânime do colegiado confirma a sentença proferida pela juíza Carla Sanvicente Vieira, (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Licença remunerada e licença não remunerada

A licença trabalhista é a permissão que o empregado possui para se ausentar temporariamente do trabalho, ela pode ser uma licença legal (prevista em lei) ou acordada entre empregado e empregador. Seja de uma forma ou outra, a licença trabalhista pode ser remunerada ou não remunerada. Entender as situações nas quais são aplicáveis à licença, remunerada ou não, é de suma importância para os gestores das empresas, pois seu desconhecimento pode acarretar (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Direito do trabalho


Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e): Alteração dos dados do tomador do serviço

Analisaremos nesse artigo as alternativas constantes na legislação que rege o Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) para regularizar erros de informação dos dados do tomador do serviço. Para tanto, utilizaremos como base o Ajuste Sinief nº 9/2007 e a Portaria CAT nº 5/2009. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: ICMS São Paulo


Crédito presumido do ICMS: Programa de Ação Cultural (PAC)

Analisaremos no presente Roteiro de Procedimentos o crédito presumido (ou outorgado) do ICMS concedido no âmbito do Programa de Ação Cultural (PAC), através do Convênio ICMS nº 27/2006 e Lei n° 12.268/2006 (DOE 21/02/2006). (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: ICMS São Paulo


Ajudante de motorista que pernoitava em baú de caminhão obtém indenização por danos morais

A Justiça do Trabalho condenou uma empresa do ramo de transportes de mercadorias a indenizar em R$ 3 mil um ajudante de motorista que, por não receber diárias em valor suficiente para alojamento adequado, pernoitava no baú do caminhão. A sentença é do juiz Daniel Cordeiro Gazola, titular da Vara do Trabalho Bom Despacho (MG). Houve condenação subsidiária da empresa tomadora dos serviços. O profissional auxiliava o motorista em viagens para o transporte (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


TCU lança cartilha com orientações sobre a arrecadação e a gestão dos tributos municipais

A publicação consolida informações e soluções existentes no setor público nacional para melhoria da gestão tributária municipal Com o lançamento da cartilha 10 Passos para Aprimoramento da Gestão Tributária, o Tribunal de Contas da União (TCU) apresenta ao gestor municipal os itens básicos de uma boa gestão tributária, lançando atenção especial ao sistema arrecadatório municipal, para reduzir a dependência de repasses e melhorar a tributaçã (...)

Notícia postada em: .

Área: Tributário Municipal (ISSQN)


Receita e Polícia Federal combatem lavagem de dinheiro no mercado de criptoativos

A Receita Federal, em ação integrada com a Polícia Federal, deflagrou nesta quinta-feira (22/9) a Operação Colossus com o objetivo de combater organização criminosa dedicada à lavagem de dinheiro que utilizava um intrincado sistema de remessas de recursos ilícitos ao exterior através da compra e venda de criptoativos. Estima-se que, inicialmente, mais de R$ 2 bilhões teriam sido movimentados em operações de câmbio suspeitas. Os recursos ingressaram (...)

Notícia postada em: .

Área: Tributário Federal (Assuntos gerais sobre tributação)


Ministro Alexandre de Moraes rejeita ação contra utilização do IGP-M nos aluguéis

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou a Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 869, em que o Partido Social Democrático (PSD) pedia que os contratos de aluguel fossem reajustados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em vez do Índice Geral de Preços (IGP-M). Segundo o ministro, a jurisprudência do Supremo não admite a ADPF quando há outro meio processual eficaz de sanar o alegado pre (...)

Notícia postada em: .

Área: Economia e mercado (Economia e mercado)


TRT da 2ª Região mantém condenação de R$ 500 mil a emissora de TV por ofensas a jornalista

A 14ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (SP) manteve a sentença de 1º grau que confirmou o vínculo empregatício entre a jornalista Rachel Sheherazade e o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT). A profissional, que atuou por quase dez anos como apresentadora do jornal SBT Brasil, receberá, ainda, indenização por danos morais de R$ 500 mil por ter sido ofendida em rede nacional pelo apresentador Silvio Santos, em cerimônia de premiação (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Ajude o Portal:

Me chamo Raphael AMARAL, sou o idealizador desse Portal. Aqui, todas as publicações são de livre acesso e gratuitas, sendo que a ajuda que recebemos dos leitores é uma das nossas poucas fontes de renda. Devido aos altos custos, estamos com dificuldades em mantê-lo, assim, pedimos sua ajuda.

Doações via Pix:

Que tal a proposta: Acessou um conteúdo e gostou, faça um Pix para nos ajudar:

Doações mensais:

Cadastre-se na lista de doadores mensais. A doação é realizada através de ambiente seguro, protegido e pode ser cancelada a qualquer momento:



Transferências bancárias e parcerias:

Se prefirir efetuar transferência bancária, entre em contato pelo fale Conosco e solicite os dados bancários. Também estamos abertos para parcerias.